Honda XRE conheça os modelos 190 e 300

Hoje vamos falar sobre as motos Honda XRE conheça os modelos 190 e 300. São considerada a queridinha de muitos. Bora conferir!

Localmente, a última iteração da Honda é o GLH 150, que visa e fortalece diretamente o segmento de utilitários da marca japonesa. O público argentino foi imediatamente receptivo e, poucos meses depois, o GLH se posicionou como um dos modelos mais vendidos da marca, junto com os mais vendidos Wave 110, XR150 e CG150 Titan.

Se olharmos especificamente para a seção liga/desliga, a Honda XR150L é de longe a mais escolhida, chegando até a Cub’s 110 (nossa moto mais vendida no mercado) no ranking mensal de patentes.

Além disso, há algum tempo, a CG150 foi superada para se tornar a segunda motocicleta Honda mais vendida no meu país.


Além do produto em si, isso mostra que a categoria on/off está em alta demanda em nosso mercado, principalmente por sua versatilidade. A Honda sabe disso, por isso tem um catálogo com quatro opções: XR150L, ​​XR190L, XR250 Tornado e XRE300.

A partir de hoje (julho de 2021), o XR150L é vendido por cerca de US$ 322.900, enquanto o Tornado 250 é vendido por US$ 597.300, e fala-se do preço sugerido da Honda. A discussão além de ser caro, a verdade é que a diferença de dólar entre os dois é muito grande, e é por isso que faz sentido ser uma opção intermediária como o XR190L.

O problema é que o XR190L está desaparecido das concessionárias da marca há alguns meses, embora a Honda Argentina continue a oferecê-lo em seu site. O mesmo vale para a naked CB190R, motocicleta já vendida como produto de segunda geração em outros países da região.

Os rumores são imediatos e as notícias de que a marca japonesa estará se preparando para a chegada do XRE190 já são fortes. Nada é conhecido oficialmente até agora, e tanto a Honda quanto a Yamaha têm sido muito conservadoras com seus lançamentos e não deixarão nada vazar antes de uma possível demonstração. Pelo menos é sempre assim em nosso país.

Com um pouco de análise, esse boato faz muito sentido, já que o XRE190 é um produto mais moderno e se encaixa na tendência de “aventura” tão prevalente nos dias de hoje. Agora que demos o nome Yamaha, vale lembrar que a marca do diapasão fez o mesmo quando apresentou o XTZ150, embora neste caso coexista com o 125.

O que precisamos saber é se seu preço pode ficar entre o XR150 e o Tornado para se estabelecer como uma opção conveniente. Não é pouca coisa influenciar suas origens nesse sentido, seja incorporando-o à linha de montagem local da fábrica de Campana ou importando-o diretamente do Brasil.


Nos países vizinhos, está disponível em duas edições, uma “Standard Edition” e uma “Adventure Special Edition”, que diferem substancialmente em cores e gráficos.
No que nos diz respeito, a XR190L parece descontinuada e traz freios a disco nos dois eixos, ABS dianteiro, os medidores mais completos e totalmente digitais.

O bloco é o mesmo conhecido monocilíndrico de 184,4 cc, 2 válvulas OHC, injeção eletrônica PGM-FI, refrigerado a ar e acoplado a um câmbio de 5 velocidades, exceto pela adaptação ao biocombustível (gasolina/etanol) oferecido no Brasil. Segundo a Honda Brasil, o XRE190 entrega 16,3 cv a 8.500 rpm e 16,5 NM de torque máximo a 6.000 rpm.

Como dissemos, não há nada de concreto oficialmente. A priori, no entanto, isso parece uma boa jogada se a Honda estiver mirando um segmento onde a marca japonesa sempre paga bons dividendos. Teremos que esperar para saber mais.

Atualmente, possui mais de 300 motocicletas classificadas, muitas das quais são de baixa a média gama, representando a maior parte do mercado de motocicletas. Ele também participou de lançamentos e demonstrações internacionais, onde pôde analisar diferentes produtos antes que chegassem aos revendedores.

Análise de mercado, com base em dados específicos de diferentes câmaras de comércio do setor.

Saiba pouco mais da Honda XRE300

Mas a diferença entre os diferentes mercados não é o número de modelos, mas as atualizações que cada um recebe. O 300 vendido no Brasil é a última geração que a Honda construiu e acaba de ser reformada, acrescentando novas cores às suas três versões. Outra diferença é o XRE300.

Dessa forma, a Honda Motos Brasil apresentou a linha 2022 de sua XRE 300, que apresenta uma nova combinação de cores mantendo a carroceria, motor e caráter da geração atual. razão? De certa forma, atualize uma de suas motos mais vendidas no mercado 0km para manter sua eficácia bem acima disso.

Agora a versão XRE 300 ABS é vendida em cinza metálico e branco, cinza fosco no XRE 300 Adventure e vermelho no XRE 300 Rally, mas no que diz respeito à ficha técnica, encontramos a mesma qualidade até agora.

Seu motor é um monocilíndrico refrigerado a ar de 291,6 cm3 com injeção eletrônica PGM-FI, com tecnologia FlexOne, portanto este modelo permite diferentes combustíveis etanol (25,6 cv a 7.500 rpm, 27,4 Nm a 6.000 rpm) ou gasolina (25,4 cv) . 7.500 rpm, 27 Nm a 6.000 rpm), associado a uma caixa de 5 velocidades com embreagem multidisco acionada mecanicamente em banho de óleo.

 

Honda XRE

Honda XRE ele foi feita para varias ocasiões

Além disso, o Honda XRE300 apresenta um chassi tubular de aço e arquitetura de berço semi-dual complementada por um garfo dianteiro telescópico da suspensão dianteira e um amortecedor único de curso de pré-carga ajustável a 225 mm da traseira.

As rodas são dianteiras de 21 polegadas e traseiras de 18 polegadas com pneus 90/90 e 120/80, enquanto os freios consistem em discos dianteiros de 256 mm de diâmetro e traseiros de 220 mm. A partir de agora, a versão ABS.

À primeira vista, pouco mudou desde a primeira geração lançada em 2013, e existe há tão pouco tempo. Os usuários reclamaram de problemas mecânicos após apenas alguns milhares de quilômetros (referindo-se à cobertura relacionada ao jato) em alguns casos, o que levou a Honda a investigar o problema e decidir descontinuar temporariamente o XRE.

Honda XRE

Honda XRE 300 um sucesso de vendas

Esta foi uma decisão muito discutível na época, mas 5 anos depois, o modelo mais bem cotado no segmento de switch da marca asa está de volta às ruas com todos os seus atributos intactos e resolvidos com os usuários, e agora é um modelo confiável e de alta -Produto de demanda.

Tanto que muitos revendedores estão em lista de espera pelo modelo desde o seu relançamento, há alguns meses.

SOBRE O AUTOR
Yasmin
Sou Yasmin Vitoria estudante de jornalismo e moro em Itapevi SP. Sou amante de motos e atualmente escrevo artigos relacionado para esse site. meu intuito e levar a melhor forma de noticia sobre lançamento informações das principais fabricante de moto.
RELACIONADOS

Deixe seu comentário

© 2022 - Revistas OMotos | Notícias sobre motos